Monique, parabéns pelo seu novo CD SUITE DO RIO, maravilhoso.
Beijo carinhoso Marília




É com muito prazer que apresento a Pianista , compositora , arranjadora , Diretora Musical de espetáculos teatrais e CDs e ainda Professora de TÉCNICA VOCAL E INTERPRETAÇÃO do atual FAMA 3 DA REDE GLOBO- MONIQUE ARAGÃO.

Monique é uma honra para o meu site, ter uma artista tão talentosa como você , nesta entrevista sobre a influência do aprendizado do Piano no desenvolvimento da criança. Vamos então saber como iniciou o seu amor com o piano.

1) Com que idade você começou a aprender piano?

5 anos

2) Qual a melhor idade para iniciar este aprendizado?

Não há regras. Isso só dependerá da didática do professor, do interesse do aluno e da vontade dos pais. Crianças bem novinhas podem começar, se o ensino for adequado para elas.

3) Algumas crianças são obrigadas pelos pais a terem aulas, no decorrer do curso elas descobrem o prazer de tocar?

Isso acontece muito. O professor deve estimular o interesse do aluno e os pais devem incentivar seus filhos a terem persistência. Na realidade, não perguntamos aos nossos filhos se eles querem ir à escola, apenas os matriculamos. Em algumas épocas eles estarão empolgados, em outras, sem motivação, culpando as matérias, os colegas, os professores e em outros momentos estarão felizes com as mesmas coisas que antes os enfurecia. Na música é a mesma coisa. Os alunos desenvolvem um interesse maior e verdadeiro, depois de algum tempo de estudo, quando eles se tornam “donos” do instrumento, se sentem mais seguros e ultrapassam as etapas iniciais.

4) Além da percepção auditiva o que mais se desenvolve na criança que aprende a tocar?

Percepções e memórias auditiva, tátil, visual, coordenação motora, inteligência subjetiva, concentração, alívio do estresse são algumas das coisas que me vêm à cabeça. Acho que poderia citar muito mais.

5) Como Fonoaudióloga sempre recomendo no tratamento da criança Disléxica o aprendizado de um instrumento musical.Você já teve esta experiência de melhora escolar em seus alunos? Caso afirmativo poderia contar?

Já dei aula para uma aluna com Dislexia. Ela era muito musical, apenas tinha dificuldade em acumular informações. Tudo tinha que ser vivenciado pelo som e a partir daí, ela ia assimilando noções teóricas. Hoje ela é formada em música por uma Universidade Americana e pretende vir ao Brasil estudar música brasileira.

6) Após quanto tempo de estudo a criança consegue tocar sua primeira música?

Na primeira aula ela já aprende.

7) Você é uma compositora bastante conhecida, seus alunos depois de algum tempo conseguem compor? Ou é um dom de poucos?

Todo mundo consegue compor, como todo mundo consegue fazer uma redação. Se será uma obra de arte, aí é outro ponto. Meus alunos compõem, especialmente as crianças que não se criticam tanto. Eu sempre incentivo.

8) Quantas aulas você recomenda por semana , e qual o tempo necessário de estudo em casa?

Eu costumo dar uma aula por semana, mas não há uma regra.Gosto que os alunos se desenvolvam ao longo da semana, sozinhos. É importante o estudo em casa para ganhar intimidade com o instrumento, para que eles descubram coisas por eles mesmos também.

9) Um talento nato é logo reconhecido?

Nem sempre. Muitos talentos ficam tão ansiosos, que demoram um pouco a desabrochar.

10) E o esforçado também tem vez?

O “hall da fama” tem mais esforçados que talentosos. Muitos talentosos se acomodam à sua virtude e não se esforçam.Nos primeiros momentos ruins eles podem desistir de tudo. Ao longo da vida, o nosso “grau” de talento e inteligência muda muito. Muitas vezes podemos nos sentir desprovidos deles, se não tivermos persistência, vamos, com certeza, desistir.

11) Quais as dicas para os adolescentes que querem seguir a carreira artística?

Estudem, se apresentem sempre e produzam seus próprios trabalhos. Nunca esperem ser “descobertos” por alguém, ajuda e oportunidades são sempre bem vindas, mas só vocês podem colocar seus trabalhos para frente.

12) Você foi responsável pela Interpretação dos cantores do Programa FAMA de 2002 da TV Globo, como foi esta experiência?

Eu fui professora de interpretação dos programas FAMA e FAMA BIS. Adorei a experiência! Aprendi muito e estou escrevendo um livro sobre interpretação, baseado nesta experiência.

13) O que a levou a fazer o lindo CD “Olhos de Cristal”?

O CD "Os Olhos de Cristal" foi feito a partir da trilha que eu fiz para o musical "Balbino e Bento" de Beth Araújo. Na época, meu filho estava com cinco anos e eu queria muito fazer um trabalho inspirado e dedicado a ele. Uma pena que o CD só tenha sido lançado seis anos depois. Fazer música para o universo infantil é maravilhoso. Temos a liberdade de sonhar e expressar nossos sentimentos de maneira muito pura. O resultado é uma música muito inspirada.

14)Poderia nos dar um Resumo de sua Trajetória Musical vitoriosa?

Comecei a estudar piano com 5 anos, com 10 fui premiada em meu primeiro concurso de piano. Aos 13 e aos 16 formei grupos de rock progressivo. Com 16 anos comecei a dar aulas e não parei mais. Meu primeiro CD recebeu o prêmio SHARP de Revelação Instrumental Hoje tenho 5 Cds autorais, sendo que um deles foi lançado pelo selo francês BUDA MUSIQUE e distribuído mundialmente. Escrevi, dirigi, produzi e compus as músicas do musical “Sucesso!” que estreou em 2001. Escrevo trilhas sonoras para teatro, dança, TV e cinema, assim como faço Direção e Produção Musical.

Monique agradeço sensibilizada por este depoimento simples, objetivo, de quem gosta do que faz e que certamente irá despertar o interesse de novos valores musicais. É um prazer e uma honra para mim estar trabalhando com você no FAMA 3. Beijo carinhoso, Marília.

Obrigada a você, Marília. Beijo! Monique




Monique Aragão

Música: Marcas da Expressão
Do Cd: Marcas da Expressão
Piano: Monique Aragão
Arranjo e Composição: Monique Aragão
Proibida a cópia e/ou reprodução
Os direitos autorais deste Site estão
protegidos pela Lei 9.610 de 19.02.1998

Webdesigner Sonia Soares
Resolução mínima de 800x600 © Copyright 2003, Marilia Costa