REVISTA
“DESFILE E SAÚDE”

VOZ TERMÔMETRO DA EMOÇÃO

ENTREVISTA COM A FONOAUDIÓLOGA MARÍLIA COSTA


“MAIS DO QUE UM SIMPLES MEIO DE COMUNICAÇÃO A VOZ É UM TERMÔMETRO DA EMOÇÃO QUE ESTAMOS VIVENDO E POR ISSO É UM REFLEXO DO NOSSO TEMPO”


Em tempos bicudos fala-se alto, depressa, usam-se timbres agudos e engole-se muito ar pela boca. Resultado sentem-se dores na musculatura da laringe e perdem-se a voz.
Na verdade como a voz transmite nossos sentimentos é preciso estar de bem com a vida e consigo mesmo para falar bem. FALAR BEM é uma equação que envolve não apenas a voz, mas a articulação das palavras e postura. Afinal o corpo também fala. Complicado demais? Pode ser. Mas a fonoaudióloga Marília Costa, assistente de Glorinha Beuttenmüller - mulher responsável pela impostação vocal de nove entre dez estrelas da TV, acredita que não.

BOAS DICAS

-“Em primeiro lugar é preciso mudar o ritmo de vida. Fazer pelo menos uma refeição com calma por dia, aproveitar os momentos de lazer e apreciar as coisas bonitas soltando um gostoso supiro".
Se os profissionais de voz precisam de treinamento especial, aa pessoas de um modo geral, também podem tomar alguns cuidados. Marília aconselha exercícios periódicos de alongamento para relaxar a musculatura do pescoço, dos ombros e da coluna.
“Quando você está tensa, não consegue abrir e projetar a música e maleabilidade da voz.”

-Outra dica é não falar à exaustão “Uma professora por exemplo, não deve ultrapassar 40/aulas por semana.
Se precisar complementar o salário, escolha um cargo administrativo.

-O melhor conselho para quem mora em lugares frios é evitar conversar na rua e usar roupas que agasalhem o pescoço e o peito. Em ambientes muito refrigerados é necessário ainda, coordenar a respiração e falar devagar “Nunca é bom respirar exageradamente pela boca, porque entra ar demais. Além de se sentir tonto corre-se o risco de ficar rouco. A respiração pelo nariz é mais natural, filtra o ar e protege as cordas vocais.

-Tomar água fresca e aprender a saborear um sorvete - e até mesmo um chopinho - antes engolir é uma regra importantíssima para uma boa voz. “Qualquer choque térmico, seja o café quente ou a bebida ultragelada, faz mal.” lembra a fonoaudióloga .

-Segundo Marília Costa bebidas alcoólicas não afetam as cordas vocais
”Mas quem bebe demais fica com a articulação alterada e a voz pastosa”.

-A fonoaudióloga também não faz grandes restrições à alimentação. “Se você trabalha com a voz o dia inteiro, o ideal é comer algo leve no almoço, para não encher o estômago e afetar a coordenação fonorespiratória.”

-O maior inimigo da voz na opinião de Marília é o cigarro “A mulher que fuma muda de voz (vai ficando rouca e grave) porque a nicotina forma uma espécie de capa na corda vocal.”

IMPOSTAÇÃO

O conceito de impostação de voz mudou bastante nas últimas décadas deixando para trás aquela coisa empolada, para se tornar mais natural. “Até os cantores se transformaram” lembra Marília Costa. Ela explica que o mais importante é transmitir a imagem do que estamos falando. “É fundamental encarar o interlocutor. Com o olhar você mede o espaço e sabe em que ponto colocará a voz. Ela será mais firme e além disso, mostrará segurança.”

O timbre é uma espécie de identidade da voz que depende da configuração física,do tamanho e o número de vibrações da corda vocal, do tamanho das caixas toráxica e craniana.

Segundo Marília - que selecionou milhares de vozes em 12 anos em que trabalha para Centrais Telefônicas de grandes empresas - os timbres femininos mais graves são os mais bonitos. “O perigo é que qualquer ventinho deixa a pessoa rouca.” Já as vozes infantis em mulheres adultas, segundo a fonoaudióloga, podem ser normais, embora às vezes denotem problemas de insegurança e imaturidade.

“De qualquer maneira o essencial é cada um se sentir bem com a sua voz. Acima de tudo para falar bem é necessário prestar atenção ao que se fala, quem fala demais diz bobagem e acaba sem voz.”
(Rosa Pecorelli)


-------------------------------------------------------------------------------------

ROQUIDÃO DA CRIANÇA

Pedro Bloch


Caso relativamente freqüente é da disfonia crônica infantil, em que a criança vive aos berros, de veias saltadas no pescoço e agitação permanente. Pode apresentar até nódulos nas cordas vocais, mas ninguém se apresse em indicar cirurgia, porque a terapia foniatrica adequada costuma fazer regredir. A disfonia crônica infantil poderia ser chamada de disfonia crônica familiar, porque o ambiente doméstico geralmente é tumultuado, e os gritos não só da criança. A tensão no meio tem muita influência. O modelo vocal é muito importante na escola também. Uma professora rouca é capaz de enrouquecer quase toda turma por imitação. Mudando de professora a turma melhora.

-------------------------------------------------------------------------------------


CUIDADOS COM A VOZ

Nossas cordas vocais (pregas vocais ) são músculos localizados na laringe, por onde só passa ar. Assim sendo seus maiores inimigos são o AR REFRIGERADO gelado e direcionado para você e o CIGARRO.
Muitos fatores afetam também o bom desempenho de sua voz:
Se você é um PROFISSIONAL DE VOZ, FIQUE ATENTO:

1) Não fumar
2) Manter o pescoço e peito agasalhado quando no ar condicionado, ou ao ar livre em dias de frio
3) Saborear bebidas geladas
4) Beber água resfriada
5) Não falar ao ar livre em dias de frio
6) Utilizar receitas caseiras para manter e melhorar a voz
7) Manter o corpo relaxado e a mente tranqüila
8) Manter a calma. Evitar deixar a tensão ultrapassar o seu limite
9) Procurar fazer exercícios com prazer, você está aprimorando o seu instrumento de trabalho

-------------------------------------------------------------------------------------

CORDAS VOCAIS

Claudio Coelho

Estas foram as melhores explicações que li, sobre os cuidados com a voz que sempre recomendo aos profissionais que usam a VOZ como instrumento de trabalho. Foram recomendações do Otorrinolaringologista CLAUDIO COELHO, membro da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e professor Universitário, publicadas na revista O GLOBO.

Eis as Dicas :

1- Proteja-se contra súbitas mudanças de temperatura:elas podem desencadear crises de sinusite, rinite e faringite que afetarão a VOZ.

2- Ingerir bebida muito quente,sobretudo em dias muito frios, não é uma boa pedida. O choque térmico provoca descarga de muco e inchaço na região que produz a VOZ.

3- O doce hábito de tomar chocolate pode ser de amargar: ele aumenta a produção de muco e engrossa a saliva, o que prejudica e dificulta a colocação da VOZ.

4- Evite comidas pesadas: a digestão lenta dificulta a movimentação do diafragma, o músculo da respiração.

5- Álcool, cigarro e tempero forte são vilões para a VOZ. Já as proteínas fazem bem, pois aumentam o tônus muscular e Corda vocal é puro músculo!


-------------------------------------------------------------------------------------

NOSSA VOZ E A EMOÇÃO - Psicóloga Lourdes Trindade -   Clique aqui

Lourdes Trindade
Psicóloga Clínica

 

 

         

 

 

 

 

 

 

 

 

© Todos os direitos reservados - Ano 2002